Morreu o actor e encenador António Feio

17:28

Morreu ontem, quinta-feira, ao final da noite o actor e encenador António Feio, no Hospital da Luz, em Lisboa. António Feio, de 55 anos, estava internado desde a passada terça-feira e sofria de um câncro no pâncreas. O velório realiza-se esta sexta-feira ao início da tarde no Palácio Galveias em Lisboa.




O seu mérito no trabalho é hoje tão reconhecido pelo grande público como a força e coragem com que combateu o cancro que lhe foi diagnosticado há um ano. Estava ultimamente a enfrentar mais um tratamento de quimioterapia.

Tinha apenas 12 anos quando subiu ao palco pela primeira vez, pela mão do encenador Carlos Avilez, no Teatro Experimental de Cascais. Dividiu sempre o palco com a televisão, onde participou em inúmeros programas de humor, quase sempre ao lado de José Pedro Gomes. "Conversas da Treta" foi a peça que o consagrou e que muitos sorrisos arrancou aos telespectadores.

António Feio continuou a trabalhar apesar da árdua luta contra a doença. Terminou a carreira como actor em "A Verdadeira Treta" e assinou duas encenações: ‘Vai-se Andando’ e uma versão de ‘Auto da Índia’, de Gil Vicente. Antes, participou ainda no cinema em "Filme da Treta" e "Sorte Nula".

A 27 de Março de 2010 foi condecorado comendador da Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República, Cavaco Silva, por ocasião do Dia Mundial do Teatro.

Participou recentemente na apresentação do trailer "Contraluz", do realizador Fernando Fragata com uma mensagem de esperança.

António Feio nasceu em Lourenço Marques a 6 de Dezembro de 1954. Divorciado, casou com Lurdes Feio (jornalista) de quem teve duas filhas, Bárbara e Catarina. Viveu ainda durante 18 anos com Cláudia Cádima de quem teve outros dois filhos, Sara e Filipe.

Sem dúvida, uma perda irreparável no mundo do teatro lusófono.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images