Corrupçao - Cabo Verde entre os melhores paises de Africa

07:31



A Transparency International acaba de divulgar o seu relatório do seu estudo sobre a corrupção internacional. Nisso, há aqueles países que parecem não ter cura, por várias razões, incluindo as económicas, de segurança, etc.

Cabo Verde melhorou em dois lugares no índice global de corrupção, passando da 49ª para a 47ª posição, com 5,1 pontos, posição que partilha com a Costa Rica, Hungria, Jordânia e Malásia. De realçar ainda que Cabo Verde está entre os três melhores de África, juntamente com Botswana e Ilhas Maurícias.

O Brasil vem logo a seguir a Cabo Verde entre os estados lusófonos melhor classificados, anota a agência Lusa. A 80ª posição conseguida em 2008, no entanto, revela uma queda de oito posições em relação a 2007, mantendo contudo o mesmo número de pontos (3,5).

Enquanto Moçambique caiu 15 posições na lista e perdeu 0,2 pontos, ocupando agora o 126º lugar, Angola e Guiné-Bissau perderam 11 lugares, ocupando agora a posição 158, uma queda que se registou igualmente na pontuação dos dois países, que passou de 2,2 para 1,9 pontos.

Angola e Guiné-Bissau têm agora a mesma classificação que o Azerbaijão, Burundi, Gâmbia, Congo, Serra Leoa e Venezuela.
O estudo integra 180 países e classifica a Dinamarca o país mais transparente. Nova Zelândia e Suécia também estão entre os melhores, enquanto que a Somália é o último país da lista. Recorda-se que a Somália está mergulhado numa profunda crise humanitária marcada pela guerra e uma inflacção cujos índices já ultrapassam os 1000%.
Uma nota negativa em relação ao continente africano é o facto de, em 47 países, 30 apresentarem um forte índice de corrupção.

A presidente da Transparency International, Huguette Labelle, destacou os aumentos contínuos dos níveis de corrupção nos países pobres e os constantes escândalos corporativos nos países ricos. "Os aumentos contínuos nos níveis de corrupção e pobreza, que assombram muitas das sociedades do mundo, caminham para um desastre humanitário e não podem ser tolerados. Porém, até mesmo nos países mais privilegiados, onde as sanções são aplicadas de forma perturbadoramente desiguais, o combate à corrupção precisa ser enrijecido", defendeu.

O índice de combate à corrupção, divulgado anualmente, estima o grau de corrupção do sector público percepcionada pelos empresários e analistas dos respectivos países, e está organizada do menos corrupto (1º lugar) para o mais corrupto (180º), a que corresponde uma escala de 10 pontos (livre de corrupção) a zero pontos (muito corrupto).

You Might Also Like

1 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images