Uma luz na escuridão ou só bláblá?

20:04

foto: Anselmo Fortes

Aquando da cerimónia de abertura do Festival Internacional de Teatro do Mindelo, Mindelact 2008, a edil mindelense, Isaura Gomes felicitou o trabalho da Associação Artística e Cultural Mindelact e da sua equipa de voluntariado que, até hoje, fez de tudo para que esse certame continue a ser uma realidade e um orgulho para qualquer sanvicentino. Aproveitou, no entanto, para apelar a todos os artistas e munícipes a se juntar à Câmara Municipal de São Vicente na luta para a aquisição do espaço da actual FIC (que poderá cair em mãos estrangeiras). Esse espaço será, segundo a presidente da CMSV, destinado a uma área multifunção, incluindo uma grande e moderna sala de espectáculos, que tanta faz aos mindelenses.

Por sua vez, no dia do encerramento do festival, o Ministro da Cultura, então presente, afirmou que o seu ministério e o Governo estão a envidar esforços para que o sonho da construção de uma sala de espectáculos condigna se torne realidade. Porém, vendo a reacção dos presentes (que já não acreditam em contos de fadas nem em Pai Natal, mas sabem o que é possível fazer), sorriu e fez questão de esclarecer que não se trata da assumpção de um compromisso, mas sim de uma promessa que é possível cumprir.

O que o pessoal do botequim pode dizer é que, nos deixemos de politiquices e passemos à acção, porque é isso que realmente nos interessa. Blablás não fazem furor aqui no Boca de Tubarão.

Mais ainda: aqui no Boca de Tubarão, depôs de um matim pa inspirá, e sem papas na língua, desafiamos a todos artistas e sanvicentinos que se prezem que gritem, berrem, façam mesmo um bocóde de vluntareza porque, pelo nosso esforço e pelo trabalho de qualidade inquestionável que temos feito na história da cultura cabo-verdiana, nós merecemos mais.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images